sexta-feira, 16 de maio de 2014

Sobre os alimentos orgânicos

Prezo muito minha alimentação e para isso dedico um bom tempo da minha vida planejando o que vou comer. Pesquisando alimentos e receitas, frequentando feiras e armazéns, lendo rótulos dos produtos no supermercado, comendo orgânicos, vegetais e cozinhando. Moro perto do meu trabalho e por isso posso almoçar em casa a comida que eu mesmo preparo.

Um dos meus maiores prazeres atualmente é ir com minha namorada, de bicicleta, à feira de orgânicos que acontece todo sábado na Glória. Eventualmente bebemos algumas cervejas depois e preparamos o almoço em casa. A cozinha fica extremamente perfumada com esses alimentos e são muito mais saborosos. Saber que estamos consumindo produtos que não agridem o meio ambiente e que remuneram de forma justa seus produtores ajuda a tornar a experiência ainda mais especial.

Muita gente acha equivocadamente que a agricultura orgânica deveria ser mais barata porque nela não existe o custo dos agrotóxicos. Eles são mais caros porque a produção por hectare desta forma é em média de 20 a 25% menor do que a que utiliza os métodos tradicionais e são necessários mais trabalhadores na mesma área. Outros fatores que também influenciam preço mais elevado são as leis de oferta e procura e a remuneração mais justa dos agricultores.

Diante disso, será que é possível alimentar toda a humanidade com alimentos orgânicos, já que eles são mais caros e requerem espaços de terra maiores? A resposta é..... ninguém sabe. Não há estudos concretos capazes de responder esta dúvida porque a comparação entre os dois métodos em escala global é muito complexa e com muitas variáveis. Mas uma coisa ninguém pode questionar: as pessoas estão morrendo por conta do veneno que estão comendo. Além disso, a agricultura orgânica é mais justa em todos seus aspectos, ambientais, sociais e econômicos, e buscar formas de torná-la acessível a todos deve ser prioridade.

A criação de um sistema capaz de alimentar de forma saudável toda a população mundial passa por mudanças que ultrapassam a fronteira da agricultura, envolvendo questões como mobilidade, planejamento urbano, educação e, principalmente, o capitalismo, que ao colocar o dinheiro acima de qualquer outra prioridade condena milhões de pessoas que vivem à margem do consumo. Mas isso é assunto para outra postagem.

Abaixo, um vídeo que didaticamente mostra a diferença entre uma batata cultivada de forma orgânica e a tradicional.



quarta-feira, 3 de julho de 2013

Assado vegetariano

Receita funcional: assado vegetariano
Receita funcional: assado vegetariano
Feito com aveia e soja, é uma refeição completa, leve e saudável,  além de muito saborosa!

Por que comer aveia

Com grande quantidade de proteínas, cálcio, magnésio, sílica e ferro, a aveia reúne várias vitaminas, ajudando a fortalecer ossos e dentes. É ao mesmo tempo estimulante e relaxante, o que proporciona alívio para depressão, ansiedade, tensão, insônia e exaustão nervosa.

Graças a quantidade de fibras, seu consumo regular faz com que o intestino funcione corretamente, absorvendo os nutrientes que o organismo necessita e deixando de ser preguiçoso.

Para os diabéticos, as fibras da aveia juntam-se ao açúcar dos alimentos, fazendo-o cair mais lentamente na corrente sanguínea. Para quem tem colesterol alto a aveia é uma ótima aliada na redução do LDL, pois suas fibras são solúveis em água e se transformam em um gel que faz com que as gorduras não se depositem nas artérias, ajudando a baixar os níveis de colesterol ruim, prevenindo doenças do coração e também de câncer de intestino.

Além disso essas fibras dão uma sensação de saciedade mais rápida, fazendo a pessoa comer menos e conseqüentemente emagrecer.

Também é eficaz na prevenção de hipertireoidismo, pois estimula a tireóide.

Também é útil para diversas outras doenças como infecções urinárias (cistites e uretrites), dores musculares (utilizada sobre a pele), problemas de pele, enxaquecas e insônias. Também funciona como energético para atletas e pessoas com altos desgastes físicos e mentais, e ajuda no desenvolvimento do feto em mulheres grávidas.

Como fazer

Ingredientes:

Assado vegetariano: ingredientes
Assado vegetariano: ingredientes
  • 2 tomates picados sem sementes;
  • 1 cebola picada;
  • 2 dentes de alho amaçados;
  • Azeitonas picadas a gosto;
  • Cheiro verde;
  • Sal a gosto;
  • 2 xícaras de aveia em flocos finos;
  • 1/2 xícara de azeite;
  • 1 xícara de proteína de soja texturizada;
  • 1 xícara de água.

Modo de fazer

  1. Hidrate a proteína conforme instrução da embalagem
  2. Misture todos os ingredientes num refratário
  3. Leve para assar em temperatura alta por 35 a 40 minutos. E é só servir.
Rende 6 porções.

Fontes:

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Tabule de quinoa

Rápido de fazer e uma delicia. No dia seguinte fica mais gostoso ainda.

Servi com alface e frango grelhado e desfiado com curry e cebola
Por que comer quinoa

Grão originário da Bolívia, por ser rico em proteínas, ajuda no fortalecimento muscular, principalmente para quem pratica atividades físicas. Suas quantidades significativas de ômega 3 e 6 são importantes aliados na prevenção de doenças cardiovasculares e redução do colesterol. Ela também ajuda no fortalecimento dos ossos e prevenção de doenças como osteoporose e hipertensão, devido a suas quantidades de cálcio.
As vitaminas do complexo B presentes na quinoa são parte essencial para o bom funcionamento do sistema nervoso, manutenção muscular e síntese de hormônios. Além disso, as fibras presentes no grão dão a sensação de saciedade, podendo favorecer o emagrecimento. Ela também é rica em zinco, um nutriente que atua no fortalecimento do sistema imunológico e nos processos de cicatrização. Também é um grão recomendado para pessoas que possuem doença celíaca, já que não contém glúten.

Como fazer

Tabule que quinoa: ingredientes

Ingredientes

  • 1 xícara de quinoa em grãos;
  • 2 tomates picados em cubinhos sem as sementes;
  • 1 colher de chá de azeite ou a gosto;
  • Suco de 1 limão;
  • Um punhado de folhas de hortelã seco e picado;
  • Sal e pimenta do reino a gosto.
Modo de preparo
  1. Despeje os grãos da quinoa em 2 xícaras de água fervendo, abaixe o fogo e espere secar toda a água. Reserve e deixe esfriar;
  2. Em um refratário redondo coloque o azeite, o suco do limão, o sal e a pimenta do reino. Misture bem e então acrescente o tomate e a hortelã;
  3. Misture a quinoa por ultimo e sirva com folhas verdes.

Pode comer na hora que fica muito bom, mas se puder fazer com antecedência fica melhor ainda pois o grão da quinoa puxa todo o tempero.


Fontes

http://saude.abril.com.br/
http://www.minhavida.com.br/
http://www.nutricio.com.br/

Clique aqui para ver mais receitas de Barbara Blink.

terça-feira, 4 de junho de 2013

Suco refrescante com goji berry


Mais uma receita com essa frutinha "tão poderosa".

Mas antes, andaram me perguntando onde comprar as bagas da goji. Tem em algumas lojas de produtos naturais e em algumas farmácias de manipulação. Acho que não vai encontrar em nenhum supermercado ou feira. Tem bastante oferta na internet também. E se você tiver espaço em casa pode comprar a semente e plantar, parece que ela se adapta ao nosso clima sem maiores problemas. Já esta sendo produzida em Orlando, Flórida, clima similar ao do sul do Brasil.

Ingredientes

½ xícara (chá) de goji berry hidratada;
½ colher (sopa) de raspas de laranja;
½ colher (sopa) de gengibre ralado;
1 colher (sopa) de mel;
1 xícara (chá) de água de coco.


Como fazer

  1. Bata todos os ingredientes no liquidificador até virar um purê;
  2. Misture a água de coco e o gelo.
Calorias: 140 por copo grande de suco

  • Como eu não gosto de bebida muito doce, fiz sem o mel também e gostei mais;
  • Você pode deixar sem a água de coco e guardar num potinho na geladeira que vira uma deliciosa geleia;
  • Se usar gengibre em pó como eu, tem que diminuir a quantidade pra não ficar muito forte.

segunda-feira, 3 de junho de 2013

Canapé de abacate com goji berry

Confesso que apesar de estar super na moda, eu estava deixando essa frutinha de lado. Mas esses dias descobri que varias amigas estão comprando, então resolvi experimentar. Além de consumir do modo mais fácil com iogurte e granola, testei algumas receitas também e todas ficaram muito boas. Pra quem quiser se arriscar um pouco, estou postando a mais "exótica" hoje.

Goji berries

Mas antes um pouquinho sobre ela: originária da região sul da Ásia, China, Tibete e Índia, ela possui alto poder nutritivo. Alguns dos seus benefícios:

  • riquíssima em vitamina C, torna-se um poderoso antioxidante, combate o envelhecimento e aumenta a longevidade;
  • contém fibras que ajudam no bom funcionamento do organismo e também melhoram a saciedade;
  • acelera o metabolismo;
  • ajuda no tratamento da diabetes e colesterol elevado;
  • colabora com o bom trabalho do sistema imunológico;
  • devido a presença de aminoácidos, entre eles o triptofano em sua composição, ela favorece o bom humor, já que esta substância é responsável pela sensação do bem-estar;
  • ela é considerada um anti-inflamatório natural. Como a celulite é uma inflamação, a substituição de alimentos inflamatórios, como os que contêm gordura saturada e muita farinha branca e a ingestão regular de goji berry combate a formação de celulite.

A recomendação é de 2 colheres (sopa) por dia.

Como nada é perfeito, há uma contraindicação. Segundo nutricionistas, pessoas que tomam o medicamento varfarina não devem consumir a fruta, pois ela tem propriedades que potencializam o efeito anticoagulante do remédio, prejudicando o tratamento.

A Receita

Ingredientes:

Canapé de abacate com goji berry - ingredientes

  • 3 colheres (sopa) de abacate maduro;
  • 1 colher (sopa) de goji berry;
  • 1/4 cebola picada;
  • 1 pires de salsa picada;
  • Sal marinho;
  • 2 fatias de pão integral.


Modo de preparo

  1. Misture o abacate, a goji berry e a cebola. Amasse e salpique o sal e a salsa a gosto;
  2. Passe a pasta nos pães cortados em quatro e torrados;
  3. Enfeite com um pedaço pequeno de goji berry;
  4. Se quiser, faça uma calda com frutas, um pouco de água e duas colheres (sopa) de adoçante para cozinha e sirva sobre a pasta;


Eu fiz com a calda e sem a calda. O adocicado da calda deixa o prato mais interessante Eu fiz ela no microondas mesmo, coloquei 1 minuto e meio.

Canapé de abacate com goji berry
Fontes

http://tvg.globo.com/programas/mais-voce/
http://noticias.uol.com.br/saude/
http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/saude/

segunda-feira, 15 de abril de 2013

Brócolis com farofa de castanha do Pará

Brócolis com farofa de castanha do Pará
Brócolis com farofa de castanha do Pará
Uma receita facinha, gostosa e muito rica em nutrientes:

Por que comer castanha do pará?

Ela possui nutrientes como ácidos graxos, ômega 3 (que diminui o triglicerídeo), controla a hipertensão (já que favorece o relaxamento dos vasos sanguíneos) e é anti-inflamatório. Vitaminas B e E que assim como o magnésio são essenciais para o sistema nervoso, contribuem para diminuir a ansiedade e melhorar o humor e ainda afastam a depressão. Proteína, fibras, cálcio, fósforo e principalmente o selênio, um mineral altamente antioxidante que garante longevidade e que tem também um papel especial na proteção do cérebro. Com essa capacidade de acabar com a farra dos radicais livres, as células nervosas são preservadas, evitando o surgimento de doenças neurodegenerativas com a idade.

A tireóide também funciona melhor na presença do selênio, pois sem ele, ela não consegue produzir direito seus célebres hormônios. E o mineral também está associado à capacidade de o organismo se livrar de substâncias tóxicas, ajudando-o inclusive a expulsar possíveis metais pesados que se alojam nas células

A maioria dos nutricionistas recomendam 1 castanha do pará por dia. Para chegar a esta quantidade de selênio são necessários 5 gramas (= 1 castanha), o equivalente, em média, a:

3 filés de frango (100 gramas cada um)
16 pães franceses (50 gramas cada um)
100 copos de leite (200 mililitros por copo)
10 ostras (33 gramas cada uma)
3 latas de sardinha em conserva (130 gramas cada uma)

Por que comer brócolis?

Ele é rico em minerais, como o cálcio, potássio, ferro, zinco e sódio e composto por diversas vitaminas, como A, C, B1, B2, B6, K, bem como fibra alimentar.

O brócolis é considerado um super alimento e de pouquíssimas calorias (100 gramas possuem aproximadamente 36 kcal). Além de tudo isto em sua composição, o brócolis também é conhecido por possuir propriedades anticancerígenas, por conter fitoquímicos como os compostos isotiocianatos.

Como fazer

Ingredientes

Ingredientes:

1 maço de brócolis americano
1 maço de couve-flor (pequeno/ médio)
2 colheres (chá) de azeite (5g)
4 colheres (sopa) de suco de laranja (40ml)
1 colher (café) de sal
30g de castanha do Pará
2 fatias de pão de forma integral torrados (50g)

Modo de preparo:


  1. Higienizar o brócolis e couve-flor, separar em buquês e cozinhar em água fervente, sem deixar amolecer demais.
  2. Organizar em uma travessa, colocar o brócolis no centro.
  3. Misturar o azeite, o suco de laranja e o sal e regar o brócolis.
  4. Bater em processador a castanha do Pará e o pão torrado.
  5. Salpicar sobre o brócolis e couve-flor e sirva.

Fontes:

www.saude.abril.com.br
www.todaela.uol.com.br
www.castanhadopara.net
www.infoescola.com

quarta-feira, 3 de abril de 2013

Cuidado ao comprar pão integral

Já vimos aqui a importância do consumo de grãos integrais e como a publicidade engana o consumidor ao induzi-lo a pesar que determinado produto é saudável quando na verdade ele não é. Juntando esses dois assuntos, esta postagem é um alerta para quem compra pão, que vi no Facebook.

Além da tabela nutricional, as embalagens precisam informar quais são os ingredientes compõem o alimento em ordem decrescente de sua quantidade. Ou seja, o primeiro ingrediente citado é o que possui maior quantidade na fórmula, e o último, a menor. Se o pão que você for comprar possuir como primeiro item farinha de trigo enriquecida com ferro e ácido fólico, ele não é integral, ou pelo menos não deferia ser assim chamado. Como não existem regras para definir o que é ou não integral, as empresas estampam o que querem na embalagem, o que na minha opinião consiste em enganação.

Acabei do voltar do supermercado e infelizmente esta prática é comum. Todos os pães da Wickbold que se diziam integrais tinham como principal ingrediente farinha de trigo refinada, incluindo um dos meus preferidos, o de castanha do pará com quinoa. Já os da Plus Vita não, eram farinha integral mesmo.


É muito difícil conseguir uma boa massa só usando farinha integral. Já fiz alguns testes e é preciso ter uma mão muito boa ou uma receita bem específica. Ainda assim, existem alguns pães 100% integrais, mas são mais difíceis de serem achados em supermercados.